O que é Best Seller e Como Escrever Um em 6 Passos

O que é Best Seller? Entenda a anatomia de um Best Seller e veja como escrever um

Se você tem interesse em exercer uma carreira literária, talvez já tenha se perguntado o que é Best Seller. Afinal, o “selo” Best Seller atrai a atenção de escritores e leitores, bem como da mídia e editoras. Mas, por trás dessa tão almejada conquista, existem certos padrões que um autor iniciante pode estudar a fim de escrever um livro Best Seller. Primeiro, vamos entender o conceito de Best Seller:

O que é Best Seller?

Um Best Sellers é um livro que chegou às listas de mais vendidos. Essas listas são criadas a partir do levantamento e contabilização de publicações em diferentes jornais e revistas, por exemplo.

De fato, o mercado editorial não consegue apurar a quantidade vendida em todos os pontos de venda do livro, nem mesmo a imprensa. Porém, é possível chegar a uma estimativa por meio dos dados de vendas das maiores redes de livrarias. Isso em se tratando do livro físico.

A lista da revista Veja, por exemplo, considera as vendas das maiores livrarias de 16 grandes cidades brasileiras e de sete sites. Embora seja uma amostragem considerável, sem dúvida, exclui vários canais e números de vendas. Por outro lado, é um indicativo do desempenho comercial da obra.

Mas, o que é Best Seller em termos quantitativos?

Segundo Pascoal Soto, diretor editorial da editora LeYa:

“No Brasil, um livro que vende 5 mil cópias já pode ser considerado um Best Seller.” — Pascoal Soto, diretor editorial da LeYa.

No mercado americano — o maior do mundo — a lista mais conceituada é a do jornal The New York Times. Porém, de forma semelhante ao mercado brasileiro, o jornal reúne dados apenas de 4 mil livrarias. Logo, é também bem abrangente.

Um livro Best Seller do The New York é aquele ficou entre as 37 categorias dos mais vendidos da semana nas livrarias selecionadas pelos levantamentos realizados pelo jornal. Dessa forma, quanto mais semanas o livro aparecer na lista, melhor é considerado o seu desempenho comercial.

Um e-book pode ser Best Seller?

Sim! E a contabilização do livro digital é mais fácil e próxima da realidade devido aos recursos e relatórios das principais plataformas digitais.

A Amazon, por exemplo, tem uma lista de e-books Best Sellers publicados na plataforma Kindle. A lista é atualizada de hora em hora e leva em consideração o ranking de vendas dos livros na loja de e-books Kindle.

Por que ser Best Seller é o desejo de tantos escritores?

Além dos motivos financeiros, um livro Best Seller tem mais chances de alcançar nossos leitores. Por isso, editoras e autores colocam o “selo” de Best Seller na capa dos livros quando atingem este patamar. Pois, nada venda mais livros do que a própria venda deles!

Bob Esponja - Best Seller

Assim, ter um livro considerado Best Seller vai além do retorno financeiro, pois é um potencial de alcançar novos leitores constantemente. Obviamente, isso leva a conquistar cada vez mais dinheiro e à oportunidade de viver de direitos autorais.

Além disso, ser um escritor Best Seller é um marco do reconhecimento do público, bem como um indicativo de que as pessoas de fato gostaram do seu livro e você fez um bom trabalho.

Qual a anatomia de um livro Best Seller?

Agora que você já sabe o que é Best Seller e porque um escritor deseja tanto ter seu livro em uma dessas listas, vamos examinar o que está por trás de um título mais vendido.

A partir desses padrões, podemos definir os passos para produzir um livro com potencial de ser um Best Seller. Continue lendo e confira!

Assunto

Se você sabe o que é Best Seller e agora quer escrever um, em primeiro lugar, vai precisar começar a produzir conteúdos completamente voltados para o interesse do público. Para o diretor da editora LeYa, um autor estreante pode se tornar um Best Seller. Porém:

“Para tentar se tornar um Best Seller, o pretendente a escritor precisa pensar no leitor o tempo todo.” — Pascoal Soto, diretor editorial da LeYa.

E esta não é uma visão apenas editorial. O escritor Best Seller, Laurentino Gomes, diz que é essencial que o autor adote uma linguagem acessível e fácil de entender. Dessa forma, é preciso voltar todo o processo criativo para o leitor. Segundo Pascoal Soto, “é preciso pensar no leitor o tempo todo”.

Nesse sentido, vale pesquisar muito sobre as preferências do leitor nacional, bem como acompanhar tendências e assuntos em alta. O Google Trends é uma ótima ferramenta para ter ideias de assuntos mais buscados pelos usuários.

Pesquisar por assunto e tendências

Ficar de olho nos gêneros literários das listas dos mais vendidos também é uma forma de identificar padrões de consumo do leitor brasileiro. Por exemplo, livros de autoajuda tiveram excelente desempenho de vendas no início de 2020. Logo, vale estudar os títulos e aprender com os Best Sellers.

Autor

Outro fator presente na maioria dos livros Best Sellers é a força do nome do autor. Ou seja, se o escritor é referência na sua área de atuação, é um influenciador, tem muitos seguidores e/ou a habilidade de atrair a atenção do grande público.

Isso pode acontecer mesmo em casos de autores estreantes. Afinal, com as mídias digitais, como as redes sociais para escritores, ficou mais fácil criar sua audiência antes mesmo de lançar um livro.

Autor best-seller

Portanto, se você quer vender muitos livros, primeiro precisa alcançar muitas pessoas. Aliás, são os leitores que fazer de um livro um Best Seller! Então, conheça e tenha uma boa comunicação com as pessoas, antes mesmo de escrever e publicar um livro.

Editora

Nesse sentido de alcançar o maior número de pessoas, outro fator que ajuda bastante é ser publicado por uma editora tradicional.

Uma grande editora já tem a sua base de leitores, que costumam comprar novos títulos recorrentemente, possui canais de distribuição diversificados, estratégia de marketing, vendas e etc.

Porém, não é fácil ter um original aprovado por elas. Por outro lado, se você criou um texto com alto potencial de aderência no mercado literário, bem como uma audiência composta por milhares de seguidores, isso ajuda a despertar o interesse de uma grande editora.

Além disso, é importante saber se posicionar, conhecer e respeitar as regras do mercado. Assim, você poderá apresentar um projeto conciso e profissional a estas editoras. Dessa forma, sua chance de fechar um bom contrato é maior.

Como abordar uma editora

Como escrever um livro Best Seller?

Depois de entender o que é Best Seller e suas características principais, chegou a hora de colocar isso tudo em prática por meio dos seguintes passos:

Passo 1: Escreva o que o público quer ler

Às vezes, um autor tem uma ideia e pensa em como escrever um livro a partir dela. Isso é comum em livros de ficção e fantasia, por exemplo, em que você cria mundos e personagens de acordo com sua imaginação.

Entretanto, como vimos na anatomia de um Best Seller, é preciso identificar e selecionar um tema que as pessoas estão buscando a fim de entrar na lista dos mais vendidos. Ou seja, você tem que sair da literatura de nicho e produzir para a massa. Escrever um Best Seller é escrever para um grande público e nem todos os assuntos são do interesse de muitas pessoas.

Desse modo:

  • Analise suas habilidades;
  • Pesquise no Google Treds, em jornais e revistas por assuntos mais procurados;
  • Identifique algo fora do comum e capaz de fazer você se sentir capaz e com disposição para escrever;
  • Adote uma escrita de fácil compreensão;
  • Emprenhe-se a produzir um texto de alta qualidade. Para isso, pode ser interessante investir em cursos para escritores.

Passo 2: Crie sua autoridade no mercado

Em paralelo ao seu processo de escrita, adote estratégias que ajudem a construir e/ou aumentar sua autoridade no mercado.

Nesse sentido, é fundamental construir sua presença online. Portanto:

  • Crie um site profissional;
  • Crie um blog com conteúdos relevantes para o seu público, mostrando que você é expert no assunto;
  • Crie perfis nas redes sociais e compartilhe seus conteúdos neles;
  • Dialogue com as pessoas de maneira educada, cortês e profissional;
  • Faça parte de grupos de discussão e contribua com seu ponto de vista, isso ajuda a criar networking;
  • Se possível, forneça entrevistas para mídias da sua região;
  • Tente ser colunista de algum site / portal que atrai a atenção do seu público;
  • Crie eventos online / ao vivo para discutir mais sobre temas relacionados ao seu livro, pois isso ajuda a atrair e engajar as pessoas.

Além disso, pense em ações off-line, como palestras, presença em eventos do setor, workshops e oficinas de criação literária, só para ilustrar mais algumas possibilidades para fazer seu nome conhecido pelo grande público. A ideia é essa.

Passo 3: Consiga uma boa editora

Como já adiantamos anteriormente, este passo não é fácil, mas é possível sim. Até mesmo para autores estreantes. Para conseguir uma editora tradicional, algumas práticas ajudam:

  • Pesquise editoras que já publicam obras similares a sua: basta uma simples pesquisa no Google;
  • Faça uma lista das editoras encontradas, reunindo seus contatos: o ideal é o e-mail da editora;
  • Verifique se as editoras do seu interesse recebem originais e, se sim, como é o processo de apresentação do material;
  • Apresente um projeto bem elaborado contanto um pouco sobre a obra, o porquê do seu potencial e seus diferenciais como escritor.

Além disso, algo que facilita a avaliação de editoras é a indicação de outro autor, sobretudo se for uma referência no assunto. Mas, nem sempre isso é possível. Porém, se você tiver acesso a um autor que poderia fazer essa indicação, vale a pena tentar. Vale ressaltar que é importante manter o profissionalismo durante toda a sua comunicação.

Outra forma de ser mais assertivo na abordagem com as editoras é buscar um agente literário. Este profissional é o responsável por fazer a apresentação da obra e do autor às editoras mais adequadas. Dessa forma, você não precisaria buscá-las e nem entrar em contato com elas por conta própria. Essa apresentação é bem mais profissional e ajuda no processo.

Porém, às vezes é tão difícil conseguir um agente literário quanto uma editora! Isso porque o agente, geralmente, não cobra pelos serviços. Mas sim recebe uma porcentagem dos lucros do autor. Portanto, o agente também “aposta” no autor e só vai fazer isso se você tiver os demais requisitos: uma obra com potencial e uma audiência significativa.

Passo 4: Faça o lançamento em uma data estratégica

Além de aproveitar assuntos do momento, é essencial planejar o lançamento do seu livro nesses momentos de pico. Por exemplo, Laurentino Gomes, explica que lançou o livro “1808” em 2007, aproveitando o interesse no tema devido aos 200 anos da vinda da família real portuguesa para o Brasil.

Isso é o que no jornalismo se chama de “gancho”. Inclusive, Laurentino Gomes afirma aproveitar várias técnicas e habilidades do jornalismo para atingir os melhores resultados com seus livros.

Assim, fique de olho no calendário e nos eventos que sejam relevantes para sua audiência e seu tema. Então, planeje-se para criar o “gancho” e fazer o lançamento nesse momento.

Passo 5: Continue investindo em divulgação e marketing

O principal responsável pelo sucesso de um livro é o próprio autor. Não espere que a editora faça tudo por você. Se necessário e possível, invista do próprio bolso em uma assessoria de imprensa e ações de marketing.

Você mesmo pode contribuir para o marketing do seu livro, seguindo as dicas de produção de conteúdo relevante nos seus canais próprios e buscando novas parcerias para entrevistas e colunas.

Então, se o orçamento for um problema, faça você mesmo a divulgação e o marketing constantes do livro depois da publicação.

Passo 6: Posicione seu nome como autor

Nesse sentido, mantenha suas redes e grupos sociais ativos e alimentados com conteúdo relevante, apareça e seja notável. Mas, sem forçar situações, pois isso não é uma atitude profissional. Antes de tudo, tente sempre agregar valor à vida das pessoas. Ofereça algo primeiro, sem esperar nada em troca.

Assim, você poderá ser convidado para palestras, eventos, workshops e bate-papo sobre seu livro. O importante é criar uma imagem POSITIVA da sua marca como autor.

Todo autor deve ser Best Seller?

Quando nós examinamos os detalhes por trás sobre o que é Best Seller podemos entender por que nem todos os autores o são. Por outro lado, estar na lista dos mais vendidos não é o único indicativo de sucesso.

Pensando sobre o que é Best Seller

De fato, alcançar essa marca é difícil para todos os autores e nem todos se enquadram nos padrões de um livro Best Seller. Às vezes, você tão somente quer escrever um tema que a maioria das pessoas não se interessa e, assim, focar em uma literatura de nicho. Isso é ótimo e você terá espaço para isso!

A questão é: se você quer ser especificamente um autor Best Seller, precisa conhecer as características de um livro mais vendido e a dinâmica do mercado. Mas, se você não quiser, tudo bem também (e você pode acabar entrando na lista dos mais vendidos mesmo assim, pois o futuro não está escrito em pedra).

Afinal, estas são apenas projeções do mercado — que está também sempre em evolução. Portanto, profissionalize-se e conheça os processos editoriais. Se você quiser saber mais sobre os passos de publicação de um livro e se interessar pela autopublicação, clique no banner abaixo para conhecer nosso e-book sobre o assunto:

Como publicar um livro passo a passo