Mudança no ISBN - Serviço passa a ser emitido pela Câmara Brasileira do Livro

Mudança no ISBN: Biblioteca Nacional e CBL

Você sabe o que é ISBN? O International Standard Book Number (ISBN) diz respeito ao código de identificação de um livro. De regra geral, é impresso na contracapa da obra. Serve para identificar o título, bem como o autor, país, editora e formato do livro. Vale ressaltar ainda que o ISBN é único por obra / edição.

Esse registro surgiu em 1967 por editores ingleses e foi concedido no Brasil pela Biblioteca Nacional via Agência do ISBN desde 1978.

Contudo, a partir de Fevereiro de 2020, houve uma mudança na emissão do ISBN, o que afetou o mercado editorial, bem como todos que desejam saber quais são os passos para publicar um livro.

Por isso, compartilhamos aqui as principais informações para manter editores e autores atualizados. Confira!

CBL assume emissão do ISBN

Até então, o registro de ISBN era feito no Brasil pela Biblioteca Nacional em parceria com a Fundação Miguel de Cervantes, por meio da Agência Brasileira do ISBN. Contudo, recentemente, houve uma mudança na prestação do serviço.

A partir de Fevereiro de 2020, a emissão do ISBN não está mais nas mãos da Biblioteca Nacional. A partir desse momento, o serviço fica sob responsabilidade da Câmara Brasileira do Livro (CBL), em parceria com a Metabooks, plataforma de gestão de metadados.

Então, no lugar da Fundação Miguel de Cervantes, entrará esta empresa alemã, a Metabooks. Essa parceria feita diretamente com a CBL se resume a assumir as operações de emissão do ISBN.

A Metabooks, por sua vez, já está presente no Brasil e também está ligada a Feira do Livro de Frankfurt. O serviço que passa a assumir no Brasil será o mesmo que já realiza na Alemanha, por meio de sua plataforma de gerenciamento de metadados.

Importância do ISBN para a produção de um livro

O ISBN é essencial para a publicação de novos títulos. Esse registro, bem como a ficha catalográfica, que se resume às informações bibliotecárias de um livro, de longe, são as únicas obrigatoriedades de uma produção editorial.

Exemplo de ISBN

A Lei do Livro prevê a emissão do ISBN para cada obra publicada em território nacional, bem como sua apresentação na contracapa dessa obra em forma de código de barras, a fim de facilitar a leitura dessa informação.

Art. 6o Na editoração do livro, é obrigatória a adoção do Número Internacional Padronizado, bem como a ficha de catalogação para publicação.

Parágrafo único. O número referido no caput deste artigo constará da quarta capa do livro impresso.

 

Expectativas para a emissão do ISBN

Assim, é fundamental estar a par dessa transição. Seja você autor ou editora. Lembrando que autores também podem ser editores de suas próprias obras. Basta para isso realizar o cadastro como Editor Pessoa Física junto ao prestador de serviços, agora a CBL.

Nesse sentido, a CBL está desenvolvendo uma nova plataforma para solicitação dos serviços de forma online. A empresa afirma que manterá a qualidade, os preços e o acesso ao serviço tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

Inclusive, em Fevereiro, todos os editores cadastrados na Agência Brasileira do ISBN foram notificados das mudanças. Nesse meio tempo, a CBL criou e disponibilizou um pré-cadastro para viabilizar o serviço durante a transição.

Então, a expectativa é de que o serviço continue operando como tem sido com a Biblioteca Nacional e Agência Brasileira do ISBN.

Porém, agora, para solicitar tanto o cadastro quanto o ISBN de cada obra e edição, será necessário entrar em contato com a CBL. O telefone disponibilizado pela empresa é: (11) 3069-1300.

Finalmente, espera-se ainda que, quando a plataforma estiver pronta, todos os serviços sejam solicitados online pelo site: isbn.org.br.

Portanto, fique de olho nas novidades. Assine nossa Newsletter e receba os novos conteúdos do nosso blog por e-mail!